Bolsonaro nomeia ex-comandante da Rota como presidente da CEAGESP

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), nomeou o coronel da reserva da Polícia Militar de São Paulo, Ricardo Nascimento de Mello Araújo, de 49 anos, para ser diretor-presidente Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP), em São Paulo.
Mello Araújo foi comandante da tropa das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota). A nomeação ocorre em meio à discussões sobre a transferência do entreposto para outro endereço.
Nas redes sociais, Bolsonaro pediu apoio aos caminhoneiros e permissionários ao novo chefe do entreposto.
O coronel se aposentou em 2019. Em um vídeo dirigido aos funcionários da companhia, Mello Araújo, que assumiu o cargo na semana passada, lembrou a trajetória dele na Polícia Militar e falou que vai “combater o crime” também na CEAGESP.
“Vamos combater fortemente a corrupção. Não aceito e não sou omisso. Como falei: eu vou atrás. A CEAGESP vai vencer. Vai dar lucro. Vai estar à altura que merece, que os antepassados construíram ao longo dos anos”, afirmou.
Mudança de endereço – A CEAGESP de São Paulo é a maior central de abastecimento de frutas e verduras da América Latina e é administrado por uma empresa pública federal vinculada ao Ministério da Economia.
O entreposto ocupa uma área de mais de 60 mil metros quadrados na Vila Leopoldina, na Zona Oeste de São Paulo, uma das regiões que mais se valorizaram economicamente na cidade nos últimos anos.
A região também sofre com alagamentos e é alvo de reclamações de moradores de prédios da região, que não gostam do tumulto e do trânsito na área.
Em 2019, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o então secretário especial de Desestatização do governo Bolsonaro, Salim Mattar, assinaram um acordo para fechar a CEAGESP e transferir o entreposto para outro endereço, que seria construído e administrado por empresas privadas em um terreno às margens do Rodoanel Mário Covas.
A promessa de Doria era entregar a nova sede da CEAGESP até 2024.
Nesta quarta (28), porém, nem o governo federal nem o estado de São Paulo comentaram a mudança na presidência da CEAGESP e eventuais reflexos no cronograma do projeto para transferência do entreposto.
Em nota, o governo do estado de São Paulo disse que mantém as tratativas para viabilizar o novo projeto de mudança da CEAGESP, alinhadas com o governo federal e que eventuais alterações na gestão do local são de decisão exclusiva da União.

Acesso Rápido

Estatuto da Pessoa Idosa sofre alterações. Saiba seus direitos!

O Estatuto do Idoso (Lei nº 10741/2003), a qual fui membro da Comissão Especial para …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *