‘Grandes Diálogos no Memorial’

Interação entre duas pessoas, colóquio, conversa, discussão em busca de um acordo, troca de idéias, conversação, bate-papo, resenha. Apesar do esforço de seus sinônimos, a palavra “diálogo” carrega um quê singular, só dela, que a faz ser empregada com propriedade e captada com máxima compreensão em distintos territórios, dos ambientes mais letrados aos mais informais, do mundo corporativo ao acadêmico, da música à literatura.
Na lógica dessa característica ímpar, o lançamento dos “Grandes Diálogos no Memorial” é, em certo sentido, uma celebração da capacidade dialógica dos seres humanos, aquela habilidade civilizatória de produzir pactos ou consensos por meio da compreensão ou da convergência entre o que se diz e o que se ouve em determinado momento.
Os “Grandes Diálogos no Memorial” são uma série de encontros com personalidades ou pessoas públicas que nos ajudam a entender mais sobre os pensamentos que vigoram no nosso tempo nos campos da ciência, artes e humanidades. O próximo encontro se dará no dia 30 de abril com a presença da escritora Marisa Lajolo, ganhadora do Prêmio Jabuti em 2019, com o livro de não-ficção “Monteiro Lobato, livro a livro: Obra infantil”.
O evento será realizado no auditório da biblioteca do Memorial da América Latina, primeiramente com uma apresentação inicial do convidado sobre o assunto em pauta, seguido de um diálogo com a pessoa mediadora, seguido de um diálogo com o público presente.
O primeiro encontro dos “Grandes Diálogos no Memorial” ocorreu em 26 de março, com a presença do escritor Ignácio de Loyola Brandão, ocupante da cadeira 11 da Academia Brasileira de Letras. O tema da conversa foi: “Crônica: olhar o cotidiano, o mundo, tudo à nossa volta”.
Depois dessa edição, os encontros se repetirão mais seis vezes em 2024, nos meses de maio, junho, agosto, setembro, outubro e novembro, sempre na última terça-feira do mês e com entrada franca ao público. Os convidados e os temas dos encontros serão definidos a cada edição, sob a curadoria da Unesp, da FEU e do Memorial.
Em paralelo ao evento, será montado no espaço do Memorial da América Latina um posto avançado da livraria física da Editora Unesp, com os mesmos títulos comercializados na sede e destaque para livros relacionados com o assunto em pauta. Fundada em 1987, a Editora Unesp tem um catálogo de quase 3.000 títulos que vão além da produção acadêmica, levando ao público leitor obras clássicas e contemporâneas de reconhecida relevância, disseminando saberes em uma ponte fundamental entre a Unesp e a sociedade. Fonte: memorial.org.br

Acesso Rápido

Reaberto novo Museu Casa Mário de Andrade, ampliado e totalmente acessivo

O Governo de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *