Iniciadas as obras de drenagem próximas ao Mercadão da Lapa

Além da construção da galeria de águas pluviais de 150 metros, passeios serão refeitos

 

Iniciada na manhã do dia 2, as obras de drenagem na Rua Conrado Moreschi, que fica atrás do Mercado Municipal da Lapa. A obra é uma antiga reivindicação da ACOMEL – Associação dos Comerciantes do Mercado da Lapa, devido aos constantes problemas de alagamento na rua, durante a época de chuvas. Além da construção de 150 metros de galeria de águas pluviais, que deverá melhorar a drenagem, será feito também a readequação do passeio, também de 150 metros, que terá padrão ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), similar às calçadas refeitas pelo Projeto Lapa 21, com rampas de acessibilidade para cadeirantes e piso tátil para deficientes visuais, no Centro Comercial da Lapa e recém-inaugurada.

Além da obra, que está sob responsabilidade da SPTrans – São Paulo Transporte, está acordado com a Sabesp, que ela oriente os comerciantes da rua que ainda não possuem ligação com a rede de esgoto da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo que o façam imediatamente, para que a futura galeria da Prefeitura não receba os rejeitos, cumprindo a lei e evitando problemas de obstrução. Durante as obras, os pontos finais de ônibus da Rua Conrado Moreschi, serão transferidos provisoriamente para a rua de trás, a Doutor Cincinato Pomponet.

Em vistoria realizada por técnicos da SPTrans e da Prefeitura Regional (PR) da Lapa, no dia 6 de abril, também presente o presidente da ACOMEL, Carlos Sanches, que destacou a importância da obra, que é uma reivindicação antiga da sua entidade.

“Há mais ou menos 10 anos reivindicamos essa obra, principalmente, a questão do esgoto, que é um problema muito sério porque com o entupimento da galeria, alaga a rua e o piso tanto do asfalto, como das calçadas acaba cedendo. A Prefeitura vem e refaz, mas depois de pouco tempo, o problema volta acontecer. Com essa obra, acho que enfim o problema será sanado, fora que o lugar ficará bem mais bonito”, disse.

O prefeito regional da Lapa, Carlos Fernandes, ressaltou que a obra só será possível, graças à parceria entre os três órgãos públicos envolvidos: SPTrans, Prefeitura Regional e Sabesp, além da ajuda da sociedade civil organizada, no caso a ACOMEL.

“A obra será importante porque vai resolver dois problemas ao mesmo tempo: a questão da drenagem e a questão da acessibilidade e ela só foi possível graças às parcerias, inclusive com a Sabesp, que vai atuar na orientação aos estabelecimentos que ainda despejam seus esgotos na galeria de águas pluviais, que não é o correto e que façam a ligação com a rede coletora”, explicou o prefeito regional.

mercado

Acesso Rápido

LGPD x Recrutamento e Seleção, especialista avalia impactos nas empresas

“Além do consentimento do candidato para armazenar os dados, a LGPD obriga gestores a usá-los …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *