SESC Santo Amaro recebe programação voltada à cultura indígena no mês de abril

No mês de abril, de 07 a 27/04, o Sesc Santo Amaro realiza o “Abril Indígena”, projeto que aborda a luta política dos povos indígenas e seu protagonismo como cidadãos que defendem uma sociedade mais igualitária e democrática, em que todos têm seus direitos garantidos. A relação muito próxima com seus territórios e os fatores históricos e culturais que permeiam essa vivência serão abordados por meio de por meio de rodas de conversa, oficinas e apresentações.
No domingo, dia 07/04, a programação começa às 11h, com a oficina “Brincadeiras Infantis Pankararu”. Junto com o Coletivo Brincantes Urbanos, o educador Iran Pankararu realizará jogos e brincadeiras desenvolvidas na Aldeira Pankararu, de forma a aproximar a cultura desse povo com as crianças de São Paulo e ressaltar a importância do brincar para a formação integral da infância.
Mais tarde, às 14h, os integrantes da Aldeia Pankararu de Pernambuco e também do Real Parque – bairro em São Paulo – são os convidados para o bate-papo “Territorialidade Pankararu”, que discutirá questões históricas, geográficas e culturais das comunidades indígenas. Na mesa, Clarisse Josivavan da Silva, presidente da Associação SOS Comunidade Indígena Pankararu, do Real Parque, Bia Pankararu, enfermeira na aldeia Pankararu de Pernambuco, articuladora cultural, mãe solo, LGBT, feminista e ativista pelos direitos humanos e Gean Ramos, músico e compositor da Aldeia Pankararu com 4 álbuns lançados.
Para terminar o domingo do dia 07/04, o grupo Praiás do Real Parque se apresenta às 16h na Praça Coberta da unidade. A intervenção é uma maneira do grupo, criado há mais de 10 anos, manter viva a cultura Pankararu e realizar uma atividade artística que significa resistência histórica e política.
Na manhã do próximo sábado, dia 13/04, às 11h, a oficina de grafismos indígenas: crianças e jovens (etnia Xavante), com Wagner Tserenhõ’õ Tseredzawe, buscará refletir sobre o que são os grafismos e pinturas nas culturas indígenas e também seus usos, representações e simbologias. A atividade acontece novamente nos dias 20 e 27/04, sábados, às 15h30; e 24 e 25/04, quarta-feira e quinta-feira, às 16h30.
Ainda no sábado, 13/04, às 13h, os participantes do “MasterChef Guarani” irão testar suas habilidades culinárias indígenas. Após uma explicação e demonstração de como fazer pratos tradicionais, os grupos deverão realizar as mesmas receitas. Por fim, inspirado no programa de televisão, os jurados Guarani experimentarão os pratos e darão pontos para o desenvolvimento.  E o dia termina com um bate-papo sobre os livros Ara Pyau e Ka’aguy re jaiko – Vivemos na Mata, às 14h30. Os convidados Edson Matsumura, assessor agrônomo das aldeias da zona sul de São Paulo, Jera Guarani, liderança da aldeira Kalipety e Yara, anciã da aldeira Tenonde Porã apresentarão os livros e conversarão sobre as práticas de plantio das aldeias e a variedade de alimentos tradicionais guarani.
E a programação do “Abril Indígena” ainda tem contação de história para as crianças, no dia 20/04, sábado, às 14h. Em “A Lenda da Chuva (etnia Maxacali)”, o público conhecerá mais sobre a origem do instrumento musical indígena pau-de-chuva e seu uso cultural. Também será possível manipulá-lo para produzir seu som.

Brincadeiras infantis Pankararu, com coletivo brincantes urbanos e Iran Pankararu
Quando: 07/04, domingo Horário: 11h Local: Praça Coberta (térreo) Classificação: Livre Grátis
Territorialidade Pankararu
Quando: 07/04, domingo Horário: 14h Local: Sala de Oficinas (2º andar) Classificação: Livre Grátis
Praiás do Real Parque
Quando: 07/04, domingo Horário: 16h Local: Praça Coberta (térreo) Classificação: Livre Grátis
Oficina de grafismos indígenas: crianças e jovens (etnia Xavante)
Quando: 13, 20 e 27/04, sábados; 24/04, quarta-feira; 25/04, quinta-feira. Horário: 13/04, às 11h; 20 e 27/04, às 15h30; 24 e 25/04, às 16h30. Local: Sala de Oficinas (2º andar) Classificação: Até 17 anos Grátis
Masterchef Guarani
Quando: 13/04, sábado Horário: 13h Local: Foyer (1º andar) Classificação: Livre Grátis
Bate-papo sobre os livros Ara Pyau e Ka’aguy Re Jaiko – Vivemos na mata
Quando: 13/04, sábado Horário: 14h30 Local: Foyer (1º andar) Classificação: Livre Grátis
Contação de História – A Lenda da Chuva (Etnia Maxacali)
Quando: 20/04, sábado Horário: 14h Local: Espaço de Brincar (térreo) Classificação: Livre Grátis

SESC Santo Amaro
Bilheteria e horário da unidade: Terça a sexta, das 10h às 21h30. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h30.
Endereço: Rua Amador Bueno, 505.
Acessibilidade: universal. Estacionamento da unidade: R$ 5,50 a primeira hora e R$ 2,00 por hora adicional (Credencial Plena); R$ 12,00 a primeira hora e R$ 3,00 por hora adicional (outros). Disponibilidade: 158 vagas para carros e 36 para motos. A unidade possui bicicletário gratuito.

Acesso Rápido

Reaberto novo Museu Casa Mário de Andrade, ampliado e totalmente acessivo

O Governo de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *