Xô anemia: como aumentar a absorção de ferro em 3 passos

A anemia causada pela deficiência de ferro, conhecida como anemia ferropriva, é a carência nutricional mais comum no mundo todo e atinge principalmente crianças menores de cinco anos e idosos. Geralmente é causada por uma alimentação pobre em alimentos de origem animal, principal fonte de ferro.

O ferro é obtido por meio da alimentação e é essencial para diversas funções do organismo, entre elas a produção das hemácias (glóbulos vermelhos). As hemácias transportam oxigênio e gás carbônico para os tecidos e para isso contam com uma proteína, chamada hemoglobina, que também é responsável pelo transporte de nutrientes para todas as células do corpo. É a hemoglobina que dá a cor vermelha ao sangue.

O ferro no organismo se divide em ferritina (ferro armazenado) e transferina (ferro circulante). Quando uma pessoa deixa de consumir as quantidades de ferro adequadas, o nível do ferro circulante cai e, consequentemente, o organismo começa a utilizar o ferro armazenado até o seu esgotamento. Quando isso acontece, a anemia se instala e começa a causar os sintomas.

Quem tem anemia está sempre cansado, com pouca disposição para realizar atividades físicas, entre outros sintomas e consequências. O que poucas pessoas sabem é que podemos encontrar dois tipos de ferro nos alimentos: o ferro-heme e o ferro não-heme,  que diferem de acordo com a taxa de absorção e são encontrados em alimentos de origem animal e vegetal.

O ferro não-heme é encontrado nos vegetais e possui uma menor absorção pelo organismo. O ferro heme é encontrado nos alimentos de origem animal e apresenta melhor absorção.

 

1º PASSO: Invista nos alimentos fonte de ferro

Para evitar a anemia, o ideal é consumir alimentos ricos em ferro, tanto os de origem animal, quanto vegetal. Carne vermelha magra, fígado, aves e peixes são as melhores fontes. As verduras verdes escuras (couve, espinafre, etc.), assim como as leguminosas (feijão, lentilha, etc.) são as melhores fontes de ferro de origem vegetal.

 

2º PASSO: Associe os alimentos fonte de ferro com outras fontes de vitamina C

A deficiência de vitamina C não causa anemia, mas a presença dela é capaz de aumentar a absorção de ferro pelo organismo. É exatamente por meio desse mecanismo que pessoas vegetarianas podem afastar o risco de ter anemia. Uma vez que quando comemos alimentos fonte de ferro não-heme, junto com alimentos fontes de vitamina C, ele se transforma em ferro-heme e se torna mais disponível para a absorção.

 

3º PASSO: Evite consumir leite ou derivados, com alimentos fonte de ferro

O cálcio presente em abundância nesses alimentos compete com o ferro na hora da absorção, portanto. Consuma alimentos fontes de cálcio e ferro em refeições separadas e garanta o equilíbrio dos dois minerais.

 

Fique atento também com o nível de ferro do seu corpo e se há possíveis perdas fazendo exame de sangue e fezes periodicamente.

Enquanto o exame de sangue mostra como estão as taxas de ferro armazenado e ferro circulante no corpo, o exame de fezes ajuda na pesquisa de sangue oculto, em outras palavras, a perda de sangue devido a presença de parasitas no trato digestivo, que pode ser uma das causas de anemias, mesmo com a ingestão adequada desse mineral.

Acesso Rápido

Água sanitária pode ser eficaz no combate às larvas do mosquito da dengue

Já foram registrados mais de 2 milhões de casos de dengue, doença transmitida pelo mosquito …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *