Programa Cidade Solidária entrega cerca de 3 milhões de cestas básicas em São Paulo

Mais de 2,8 milhões de famílias foram beneficiadas com cestas básicas na cidade de São Paulo e 1,16 milhão de kits de higiene e limpeza. As doações foram recebidas por meio do programa Cidade Solidária, iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), para garantir a segurança alimentar e a saúde básica das pessoas em situação de extrema vulnerabilidade em conjunto com entidades organizadas da sociedade civil.
Participam do movimento entidades como a Fundação Tide Setúbal, Ação Educativa, Instituto Alana, Itaú, Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), Instituto Acaia, WRI, União dos Movimentos de Moradia, União dos Movimentos de Cortiço, Movimento Terra de Deus, Terra de Todos, Todos pela Educação e Cruz Vermelha. “É preciso que não só a prefeitura, mas também a sociedade se mobilize neste desafio de amparar a população mais vulnerável com a doação de alimentos”, considera a secretária de Direitos Humanos e Cidadania, Cláudia Carletto. No âmbito do programa Cidade Solidária, a Prefeitura também desenvolve o projeto Rede Cozinha Cidadã, que já distribuiu mais de 2,7 milhões de refeições prontas para as populações em situação de rua do município. Com o agravamento da pandemia, no dia 30 de março de 2021, o prefeito Bruno Covas anunciou a ampliação do Rede Cozinha Cidadã de 7,5 para 10 mil marmitas distribuídas diariamente, e criou o Rede Cozinha Cidadã Comunidades, que distribui 20 mil marmitas em mais de 30 comunidades vulneráveis do município.
Como doar – As doações de cestas básicas ou de alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza podem ser entregues nos 19 equipamentos da SMDHC e no Galpão da Cruz Vermelha Brasileira, localizado à Av. Moreira Guimarães, 699, Indianópolis (Zona Sul). Além desses locais, a Prefeitura de São Paulo firmou parceria com a Associação Paulista de Supermercados (APAS) para a instalação de 102 pontos de coleta de doações em supermercados da cidade. As empresas, organizações e pessoas jurídicas que tenham interesse em doar devem entrar em contato pelos telefones 11 2833-4170, 2833-4166, ou 2833-4165, ou enviar um e-mail para:doacoes@prefeitura.sp.gov.br. Já as doações em dinheiro diretamente para o programa Cidade Solidária viabilizam a aquisição de cestas básicas. O depósito da doação pode ser feito em nome de PMSP/SMDU- Cidade Solidária CNPJ: 46.395.000/0001-39, no Banco do Brasil, Agência 1897-X e C/C 2020-6.As empresas e cidadãos também podem fazer doações por meio do PIX utilizando a chave contato@spcidadesolidaria.org.
Entidades beneficiadas – As entidades da Sociedade Civil que realizam ações sociais com populações vulneráveis devem cadastrar as solicitações para o recebimento dos mantimentos para indicar os locais e a quantidade de famílias que precisam de assistência, de maneira totalmente digital pelo Portal 156. Para ser uma das beneficiárias, a entidade não pode ter fins lucrativos, e deve possuir registro de CNPJ ativo e histórico de atuação de cunho social. O programa Cidade Solidária já cadastrou 3,4 mil entidades sociais que realizam a distribuição das cestas básicas. Somente este ano foram 2000 organizações cadastradas, número 42% superior ao total de solicitações de todo o ano anterior.
O que doar – As cestas básicas e produtos arrecadados são separados em kits e entregues por entidades. Podem ser doados:
Alimentos – Leite em pó integral para bebida: dois pacotes de leite em pó instantâneo, 400 gramas cada; Arroz agulhinha: 5 kg; Feijão carioquinha: 1 kg; Farinha de mandioca: branca, 500 g; Açúcar refinado: 1 kg; Óleo de soja: 900 ml; Sal: 1 kg; Macarrão: 1 pacote de macarrão tipo espaguete; Polpa ou purê de tomate: 1 embalagem em caixa; Sardinha em óleo comestível: 2 latas. Itens de higiene: Sabonete de corpo; Escova dental; Creme dental; Absorvente higiênico; Papel higiênico. Cesta de Limpeza: Água sanitária; Detergente em pó; Desinfetante; Esponja multiuso.
Postos de doação: Zona Sul – Casa da Mulher Brasileira – Rua Vieira Ravasco, 26 – Cambuci. Tel.: (11) 3275-8000. Funcionamento: 24 horas; Centros de Referência da Mulher (CRMs) – Casa Eliane de Grammont – Rua Dr. Bacelar, 20 – Vila Clementino. Tel.: (11) 5549-9339 / 0335. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h; CRM Maria de Lourdes Rodrigues – Rua Luiz Fonseca Galvão, 145 – Capão Redondo. Tel.: (11) 5524-4782. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h; Centros de Cidadania da Mulher (CCMs) – CCM Parelheiros – Rua Terezinha do Prado Oliveira, 119 – Parelheiros. Tel.: (11) 5921-3935 / 3665. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h; CCM Capela do Socorro – Rua Professor Oscar Barreto Filho, 350 – Grajaú. Tel.: (11) 5927-3102. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h; CCM Santo Amaro – Praça Salim Farah Maluf, s/n – Santo Amaro. Tel.: (11) 5521-6626. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.; Centros de Referência de Promoção da Igualdade Racial – CRPIR Sul 1 – Casa De Cultura Campo Limpo – Nathalia Rosemburg – Rua Aroldo de Azevedo, 100 – Jardim Bom Refúgio. Tel. (11) 3742-6218. Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 10h às 16h; Centro de Cidadania LGBTI Edson Neris – Rua Conde de Itu, 673 – Santo Amaro. Tel.: (11) 5523.0413. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h; Galpão da Cruz Vermelha Brasileira em São Paulo – Av. Moreira Guimarães, 699 – Indianópolis. Tel.: 5056-8710. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 08h às 18h.
Zona Norte – Casa Brasilândia – Rua Sílvio Bueno Peruche, 538 – Jardim Ondina. Tel.: (11) 3983-4294 / 9816. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h; CCM Perus – Rua Aurora Boreal, 43 – Vila Perus. Tel.: (11) 3917-5955. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h; Centro de Cidadania LGBTI Luana Barbosa dos Reis (Zona Norte) – Praça Centenário, 43 – Casa Verde. Tel.: (11) 3951-1090. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h; CRPIR Norte 2 – Casa de Cultura Brasilândia – Praça Benedicta Cavalheiro, s/nº – Freguesia Do Ó. Tel: (11) 3922-7664. Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 10h às 16h.
Centro – CRM 25 de Março – Rua Líbero Badaró, 137 – 4º andar – Centro. Tel.: (11) 3106-1100. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h; Centro de Referência e Defesa da Diversidade Brunna Valin (CRD – Centro) – Rua Major Sertório, 292/294 – República. Tel: (11) 3151-5786/ 5783. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 11h às 18h; CRAI – Centro de Referência e Atendimento para Imigrantes – Rua Major Diogo, 834 – Bela Vista. Tel.: (11) 2361.3780 / (11) 2361-5069. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h; Ouvidoria de Direitos Humanos – Rua Dr. Falcão Filho, 69 – Centro. Tel.: 3104-0701, 156. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.
Zona Leste – CCM Itaquera – Rua Ibiajara, 495 – Itaquera. Tel.: (11) 2073-5706 / 4863. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h; Centro de Cidadania LGBTI Laura Vermont – Av. Nordestina, 496 – São Miguel Paulista. Tel.: (11) 2032-3737. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 11h às 17h; CRPIR Leste 3 – Casa de Cultura Cidade Tiradentes – Av. dos Metalúrgicos, 155 – Cidade Tiradentes. Telefone: (11) 2558-8896 / (11) 3136-2194. Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 10h às 17h.
Zona Oeste – Centro de Cidadania LGBTI Claudia Wonder – Av. Ricardo Medina Filho, 603 – Lapa. Tel: (11) 3832-7507. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.
Fonte: capital.sp.gov.br

Acesso Rápido

Tomatinhos do amor

Ingredientes: 500g de tomatinhos cereja 500g de açúcar 100ml de agua 1 colher de sopa …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *