Áreas verdes em São Paulo melhoram a qualidade de vida da população

Pequenos, médios ou grandes, urbanos ou lineares, São Paulo conta hoje com 108 parques municipais, três viveiros e centenas de praças que deixam a cidade mais verde e arborizada. A diversidade de espécies plantadas no município e a importância desses espaços para os cidadãos é o tema do Construindo Histórias dessa semana. O episódio conta também como é o trabalho de pessoas que cuidam diariamente das áreas verdes da cidade.
Segundo Lucie Kimie, diretora do Viveiro Manequinho Lopes, na zona sul, os três viveiros da cidade são responsáveis por manter um banco de espécies nativas, que são distribuídas para praças, parques e canteiros centrais. “São desses bancos que retiramos as mudas das espécies que são replantadas no município. Com isso, a gente pode manter a conservação e a manutenção da biodiversidade”, explica.
De acordo com Wagner Spolon, administrador do Parque da Independência, o local é muito importante porque abriga monumentos históricos e uma grande variedade de espécies no meio de São Paulo. “Nós temos todas as espécies da Mata Atlântica dentro do parque. Temos o primeiro jardim botânico de São Paulo, além do jardim francês em frente ao Museu.”, relata. Wagner também conta que, por ser morador do bairro, é muito gratificante poder administrar o parque. “Eu cresci no Museu do Ipiranga, nasci no bairro do Ipiranga. Sempre frequentei o parque, conheço bem. Sou muito feliz em poder ajudar na gestão”, conta.
Construindo Histórias – O documentário Construindo Histórias relata serviços municipais de acordo com as experiências dos cidadãos. Nesse episódio – As Cores de São Paulo – personagens importantes relatam como é poder cuidar de um pequeno, mas muito importante, espaço verde no meio da cidade. Confira o episódio completo no canal do YouTube. Fonte: capital.sp.gov.br

Acesso Rápido

Estatuto da Pessoa Idosa sofre alterações. Saiba seus direitos!

O Estatuto do Idoso (Lei nº 10741/2003), a qual fui membro da Comissão Especial para …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *