Oito estações da CPTM terão espaço para atendimento de denúncias de assédio

Oito estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) passarão a ter uma sala especial para atendimento de denúncias de assédio sexual e importunação.
O “espaço acolher” faz parte do programa lançado nesta segunda-feira (9) pela Companhia. A expectativa é que até o final do ano 30 estações tenham o espaço. No ano passado, 130 mulheres denunciar casos de assédio no transporte público.
As áreas serão permanentes e inauguradas ao logo da semana nas estações Tamanduateí, Tatuapé, Pinheiros, Guaianases, Dom Bosco, Carapicuíba, Palmeiras-Barra Funda e Franco da Rocha. As estações foram escolhidas por conta do fluxo de usuários que circulam nos locais.
A estações serão identificadas com o símbolo da rainha do jogo de xadrez. No tabuleiro, é a peça que tem mais liberdade para se movimentar.
A CPTM também diz que fará uma nova pesquisa com o público feminino da Companhia para levantar dados do número de casos e denúncias feitas.
O resultado, segundo a empresa, ajudará em novas campanhas de conscientização contra o assédio sexual.

Acesso Rápido

Kawasaki expande presença no Brasil com inauguração da concessionária Sampa K, na Lapa

A Kawasaki, inaugurou mais uma concessionária em São Paulo: a Sampa K, situada na Rua …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *